Emílio Pujol – Becqueriana

Emilio Pujol (1886-1980) – Becqueriana (Endecha)

Rima XXXVIII

Los suspiros son aire y van al aire.
Las lágrimas son agua y van al mar.
Dime, mujer, cuando el amor se olvida,
¿sabes tú adónde va?

Gustavo Adolfo Bécquer (Sevilla, 1836 – Madrid,1870)

Anúncios

Slavko Fumić – Nocturno

Os irmãos croatas Slavko e Rudolf Fumić eram inspirados músicos amadores. Slavko, nascido em 1912 em Zagreb, trabalhou na Companhia de Eléctricos da sua cidade natal, onde para além do seu trabalho como guarda-freios e escriturário, também dirigia uma orquestra de guitarras e bandolins de funcionários da empresa. O seu irmão Rudolf (nascido em 1915) trabalhou como técnico de rádio e funcionário bancário. Desde a infância foram rodeados de música pelos seus pais, ambos tipógrafos. Verdadeirmamente apaixonados pela arte, tiveram uma preenchida vida musical, dando concertos, tanto ao vivo como na rádio, compondo e publicando os seus arranjos.

Ambos morreram em prisões políticas no seu país, decorrentes da instabilidade social e política criada no país pela Segunda Guerra Mundial. Slavko faleceu em 1944 em Lepoglava e Rudolf em 1951 na ilha de Goli.

Algumas das suas obras circularam durante décadas entre guitarristas croatas, sendo as mais famosas a Mala Melodija (pequena melodia) e o Nocturno, ambas de Slavko. O influente guitarrista e professor croata Darko Petrinjak publicou em 2007 a obra conhecida dos irmãos Fumić, consolidando as diversas cópias de manuscritos e transcrições de gravações dos próprios compositores.

Pedro Ximénez de Abrill-Tirado

Pedro Ximénez de Abrill-Tirado (1780 ?, Arequipa, Peru – 1856, Sucre, Bolivia) – Minueto n°8 em ré menor, dos  “100 Minuetos”

Publicado em 1844, Paris (Parent & Cie.)

Pedro Ximénez de Abrill-Tirado,  nascido no Peru,  foi um compositor, guitarrista, violoncelista e mestre de capela. A sua obra musical, de estilo clássico, inclui sinfonias, concertos, missas, quartetos de cordas e canções para voz e piano. Para além dos “100 Minuetos”(partitura Minuetos 41-50), outras das suas obras para guitarra que chegaram aos nossos dias foram Mis pasatiempos al pie del Volcan (partitura) e o Divertimento op.43, para guitarra, duas flautas e quarteto de cordas(partitura).

Rui Namora – Guitarra romântica (luthier desconhecido)

 

Marco Aurelio Zani de Ferranti – Exercice op.50 n°10

Marco Aurelio Zani de Ferranti (Bologna, 1801 – Pisa, 1878)
Exercice n° 10, dos 44 Exercices op.50

Publicado por Carli, Paris ca.1828

Rui Namora – Guitarra Romântica de 8 cordas (Jan Tuláček), réplica de J.A. Stauffer (1837)

  • “Sem a música, a vida seria um erro” – Nietzche